Slider Area

Ocupar-se do Agora

é entender e aceitar as incertezas.

Ocupar-se do Agora

é viver o hoje com qualidade e leveza.

Ocupar-se do Agora

é você no controle da Ansiedade.

Sponsored Box 1

  • PROGRAMA ONLINE
    VOCÊ NO CONTROLE DA ANSIEDADE Esse programa tem como objetivo te ensinar através de ferramentas psicológicas a lidar com a ansiedade de modo a resgatar e aumentar a sua qualidade de vida.

    Saiba mais

Sponsored Box 2

  • WORKSHOP
    VOCÊ NO CONTROLE DA ANSIEDADE
    Com exercícios práticos os participantes identificarão situações e pensamentos que causam sofrimento, aprenderão a desconstruí-los de modo que resgate a autoestima e qualidade de vida.

    Saiba mais

Sponsored Box 3

  • PSICOTERAPIA INDIVIDUAL PRESENCIAL
    Tratamento personalizado de acordo com as suas necessidades, visando a diminuição de sofrimento e o aumento em sua qualidade de vida.

    Saiba mais


Meu nome é Selma Gonçalves, sou psicóloga e acredito que as pessoas estão muito "pré-ocupadas", ou seja, estão demasiadamente ocupadas com aquilo que ainda não aconteceu, o que dispara a ansiedade. Através do Ocupar-se do Agora, quero contribuir para o seu equilíbrio emocional e qualidade de vida!

Últimas Publicações

06 novembro, 2018

Diferenças entre Tristeza e Depressão




É muito comum que a tristeza seja confundida com a depressão, principalmente no senso comum, mas há grandes diferenças entre elas.

A tristeza sempre está acompanhada por um motivo. Ela vem como consequência de uma situação desagradável,  por exemplo, a perca do emprego, morte de alguém, uma doença ou até mesmo um desentendimento.

Essas são situações que geram o sentimento de tristeza e que são totalmente funcionais, ou seja, há um sentido em senti-las. Com o passar do tempo, é esperado que sua intensidade seja diminuída e ao final, de mais ou menos 20 dias, desapareça por completo.

Já a Depressão não é tão simples assim, ela é bem mais complexa e vem acompanhada de muitas outras características.

Precisamos deixar claro que ela é um doença e não um sentimento, ou seja, não aparece em decorrência de uma situação.

As pessoas depressivas sentem um enorme vazio dentro delas e por mais que queiram entender de onde vem e o porquê daquilo tudo, não conseguem. Sentem-se culpadas e inúteis, muitas vezes esses sentimentos são originados pela incapacidade em executar suas tarefas diárias e até mesmo a ausência de prazer em sua rotina. A capacidade de pensar, se concentrar e tomar decisões também estão comprometidas, o que pode reforçar ainda mais a maneira que se sentem.

O ganho ou perca de peso também podem fazer parte dessa doença, assim como a falta ou excesso de sono. 

Como você pode perceber há uma enorme diferença entre a tristeza e a depressão, por mais ruim que seja sentir-se triste, esse sentimento é extremamente necessário para nossa sobrevivência, e fugir dele não é a melhor decisão a ser seguida. Nós, seres humanos, precisamos de todas elas para enfim, viver de forma saudável e harmônica. 

Já a depressão é uma doença, com altos índices de prevalência no mundo todo, além de ser totalmente incapacitante. 

Seu tratamento envolve psicoterapia e/ou uso de medicação. Os profissionais responsáveis pelo tratamento são o psicólogo (psicoterapia) e o psiquiatra (médico). É muito importante dizer que qualquer medicamento deve ser receitado apenas pelo médico.

O objetivo desse texto é te informar, esse conteúdo não serve como diagnóstico, o qual só pode ser realizado por um profissional. 

Caso você tenha se identificado com o texto ou conhece alguém que se encaixa no que escrevi, procure ajuda, a Depressão é uma doença séria e que precisa ser tratada.


Um abraço,










25 outubro, 2018

Como é ter Depressão






Abri os olhos, olhei para o teto e demorei um pouquinho para entender que um novo dia já havia começado.

Tentei pensar em algo que fizesse algum sentido, mas nada parece ter um, os pensamentos estão voando por algum lugar bem longe da minha mente, a única coisa que tem muito sentido é esse peso que sinto e que faz questão de me prender a qualquer lugar improdutivo.

Depois de algum tempo percebo que preciso levantar da cama, mas para fazer o que? Não que não tenha nada a ser feito, mas nada realmente importa, não quero fazer, quero apenas parar de sentir tudo isso.

Mas sentir o que? Se nem eu sei ao certo o nome disso, como posso parar de sentir?

Ok, vou levantar e responder emails, deve ter uns 50 acumulados.

Está decidido, é isso que vou fazer. Agora.

Vim até o computador, que saco, está fora da tomada, preciso abaixar, achar a tomada e só depois ligar. 

Nossa, que trabalho, estou exausto pra isso.

Não quero mais.

Mas preciso fazer uma força, afinal é isso que todo mundo me fala. Deve ser esse o segredo.

Força. Onde acho isso? Que lugar do meu cérebro isso está?

Tá, vou tentar...

49 emails... Desisto.

Vou escrever, gostava disso. 

Olho pra tela branca, surge uma inquietação, um desespero, uma agonia, minhas mãos suam, quero sair daqui.

Insisto, a concentração vai embora, se é que esteve aqui em algum momento.

Desisto novamente.

Olho para o lado e vejo o meu lugar preferido. 

Que sensação confortante deitar no sofá. Pena que ela logo dá espaço para a cobrança de que preciso fazer coisas. Ser produtivo.

Estico o braço, alcanço a cortina e a puxo pro lado na esperança de que o sol esteja acompanhado do céu azul. Não. 

Está cinza, como tudo que enxergo. Será que minha visão está com algum filtro?

Claro que não. O que estou pensando? 

Que agonia.

Vou dormir, assim o tempo passa mais rápido.

Ilusão. Estou me sentindo ainda pior.

Agonia, inquietação e agora culpa.

Improdutivo, incompetente.

Não quero ser assim. Não sei o que fazer.

Choro.

Adormeço.

Abro os olhos.

Mais um dia... 


Ter Depressão é ter consciência de tudo que precisa ser feito, mas devido a uma força maior, não conseguir. É como ter um peso de 2 toneladas nas costas, onde qualquer movimento se torna extremamente difícil.

É olhar a sua volta e ver todos felizes, contentes e realizados, mesmo que não estejam, é assim que você vê e  acredita.

É ver a vida dos outros passar em modo acelerado enquanto a sua está em câmera lenta.

É punir-se por tudo que deixou de fazer e não saber lidar com a frustração. 

É não viver, apenas existir.





14 janeiro, 2018

Workshop Você Controle da Ansiedade






Um novo se inicia e com ele o desejo de uma vida nova, minimizando sofrimentos e possibilitando uma qualidade de vida que há tempos pode estar esquecida.

Infelizmente não existe fórmula mágica para isso acontecer, a não ser colocar a mão na massa e construir uma vida com qualidade.

Pensando nisso, te convido a dar o pontapé inicial e participar do I Workshop Você no Controle da Ansiedade de 2018.

Nele você vai aprender o que é a ansiedade e o porquê ela é necessária em nossa sobrevivência.

Através de exercícios práticos, os participantes conseguirão identificar as situações e pensamentos que desencadeiam seu sofrimento, criar pensamentos alternativos mais realistas para cada situação e principalmente, resgatar e aumentar a sua qualidade de vida. 


Quando: 27/01/2018

Horário: 15:00 às 16:30h

Onde: Rua Madre de Deus, 1007 - Mooca - São Paulo

Investimento: R$ 40,00

Forma de Pagamento: Depósito Bancário


Vamos fazer um 2018 diferente?

28 setembro, 2017

Suicídio: falar é a melhor solução






Ainda hoje existe um enorme tabu sobre o assunto suicídio, infelizmente a crença de que falar sobre esse assunto pode despertar e levar uma pessoa a cometê-lo, ainda é muito forte, mas na verdade é exatamente o contrário, quanto mais informação, mais podemos prevenir.

A prevenção é algo muito necessário, visto que esse é o tipo de morte violenta que mais cresce no Brasil, ela faz cerca de 11 mil mortes por ano. Alguns países já conseguiram abaixar suas estatísticas devido ao um plano eficaz de prevenção, mas nosso país ainda está na contramão dessa estatística.




Ao contrário do que se acredita, quem quer se matar, avisa sim! Como forma de pedir ajuda a maioria das pessoas falam e dão sinais de morte.

Frases como: "a vida de vocês seria muito mais fácil sem a minha presença", "não vejo sentido em nada", "ninguém se importaria se eu sumisse", devem ser levadas em consideração e demandam muita atenção.

Alguns comportamentos também podem ser indícios de que há ideações, são eles:

- isolamento social
- falta de propósito
- desmotivação
- dispersão
- sentimentos intensos (raiva, tristeza, desespero)
- envolver-se em situações de risco
- abuso de substâncias

Mostrar empatia e disponibilidade para ouvir essas pessoas, além de procurar ajuda especializada é o melhor a se fazer por elas, visto que a maioria fala sobre suas ideias para amigos e parentes, os quais muitas vezes ignoram ou não levam a sério.

Se você conhece alguém com essas características não hesite em procurar ajuda profissional, pode ser o pronto atendimento de um hospital, um médico, um psicólogo ou até mesmo os bombeiros, mas não deixe de procurar.

Se você se identifica com o que está escrito aqui, entenda que esse sofrimento tem solução e que você é sim muito importante. Entendo que nesse momento pode ser difícil de acreditar, mas procure ajuda, converse com alguém que você confia. Se preferir ligue para o CVV (Centro de Valorização da Vida), o número é 141, você não precisa se identificar e será muito bem acolhido.

                       

                                   Sempre há uma solução e falar é a melhor prevenção! 








20 junho, 2017

Quando o pensamento se torna uma ameaça - Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)




Atualmente é muito comum ouvir dizer que tal pessoa tem TOC pelo simples fato dela ser mais organizada, mas ele vai muito além disso. 

O Transtorno Obsessivo Compulsivo é caracterizado por pensamentos ou imagens repetitivos, indesejados e que são interpretados como um perigo. Eles não possuem sentido, porém geram um enorme sofrimento para a pessoa, visto que ela acredita que se nada for feito, aquela consequência imaginada irá acontecer, elevando assim, algumas sensações com as quais ela precisa se livrar o mais rápido possível, e é aí que as compulsões são originadas, ou o famoso ritual. 

Vamos a um exemplo:

Uma pessoa tem pensamentos obsessivos que não pode misturar duas cores de roupas, as camisetas brancas precisam estar separadas das azuis e caso elas se misturem, algo de muito ruim pode acontecer, algum familiar pode sofrer um acidente. Se por algum motivo as roupas se misturam ou ela imagina que isso aconteceu, é necessário realizar um ritual para que o familiar não sofra o acidente. Esse ritual muda de pessoa pra pessoa e até de tempos em tempos, ele não necessariamente precisa ser feito através de comportamentos, muitas vezes são realizados apenas com o pensamento. 

Os portadores desse transtorno têm um sofrimento bem intenso, visto que muitos sabem que os pensamentos obsessivos não possuem sentido, que não são reais, mas infelizmente não conseguem lidar com todas aquelas sensações. 

Não se pode negar que a rotina acaba sendo alterada, visto que algumas coisas e situações precisam ser evitadas, nisso há um comprometimento em diversos âmbitos da vida, como no profissional, social e até no funcionamento familiar. 

Embora não seja recomendado, a família acaba realizando modificações em seu funcionamento diário a fim de minimizar o sofrimento do portador desse transtorno, muitas vezes não fazem por mal, simplesmente acreditam que estão fazendo o melhor, daí a necessidade de um trabalho psicoterapêutico também com os familiares.

Falando em tratamento, além da psicoterapia onde esses pensamentos e medos serão desconstruídos, é necessário ainda a avaliação com o médico psiquiatra, pois em muitos casos há sim a necessidade de intervenção medicamentosa. 

É importante salientar, que metade dos indivíduos com TOC apresentam pensamentos suicidas*, e por isso é muito importante os familiares e todos os profissionais envolvidos fiquem atentos ao menor sinal de algo nesse sentido, e por favor, abandonem a falsa ideia de que "quem quer tirar a própria vida não anuncia, simplesmente vai lá e faz", essa é a pior besteira que alguém pode dizer. 

Ao menor sinal, procurem ajuda, porque SIM, quem quer tirar a vida precisa de atenção e cuidados. 


*Fonte DSM V




Cadastre-se abaixo para fazer parte da lista VIP