Setembro 2017

28 setembro, 2017

Suicídio: falar é a melhor solução






Ainda hoje existe um enorme tabu sobre o assunto suicídio, infelizmente a crença de que falar sobre esse assunto pode despertar e levar uma pessoa a cometê-lo, ainda é muito forte, mas na verdade é exatamente o contrário, quanto mais informação, mais podemos prevenir.

A prevenção é algo muito necessário, visto que esse é o tipo de morte violenta que mais cresce no Brasil, ela faz cerca de 11 mil mortes por ano. Alguns países já conseguiram abaixar suas estatísticas devido ao um plano eficaz de prevenção, mas nosso país ainda está na contramão dessa estatística.




Ao contrário do que se acredita, quem quer se matar, avisa sim! Como forma de pedir ajuda a maioria das pessoas falam e dão sinais de morte.

Frases como: "a vida de vocês seria muito mais fácil sem a minha presença", "não vejo sentido em nada", "ninguém se importaria se eu sumisse", devem ser levadas em consideração e demandam muita atenção.

Alguns comportamentos também podem ser indícios de que há ideações, são eles:

- isolamento social
- falta de propósito
- desmotivação
- dispersão
- sentimentos intensos (raiva, tristeza, desespero)
- envolver-se em situações de risco
- abuso de substâncias

Mostrar empatia e disponibilidade para ouvir essas pessoas, além de procurar ajuda especializada é o melhor a se fazer por elas, visto que a maioria fala sobre suas ideias para amigos e parentes, os quais muitas vezes ignoram ou não levam a sério.

Se você conhece alguém com essas características não hesite em procurar ajuda profissional, pode ser o pronto atendimento de um hospital, um médico, um psicólogo ou até mesmo os bombeiros, mas não deixe de procurar.

Se você se identifica com o que está escrito aqui, entenda que esse sofrimento tem solução e que você é sim muito importante. Entendo que nesse momento pode ser difícil de acreditar, mas procure ajuda, converse com alguém que você confia. Se preferir ligue para o CVV (Centro de Valorização da Vida), o número é 141, você não precisa se identificar e será muito bem acolhido.

                       

                                   Sempre há uma solução e falar é a melhor prevenção!