Novembro 2018

06 novembro, 2018

Diferenças entre Tristeza e Depressão




É muito comum que a tristeza seja confundida com a depressão, principalmente no senso comum, mas há grandes diferenças entre elas.

A tristeza sempre está acompanhada por um motivo. Ela vem como consequência de uma situação desagradável,  por exemplo, a perca do emprego, morte de alguém, uma doença ou até mesmo um desentendimento.

Essas são situações que geram o sentimento de tristeza e que são totalmente funcionais, ou seja, há um sentido em senti-las. Com o passar do tempo, é esperado que sua intensidade seja diminuída e ao final, de mais ou menos 20 dias, desapareça por completo.

Já a Depressão não é tão simples assim, ela é bem mais complexa e vem acompanhada de muitas outras características.

Precisamos deixar claro que ela é um doença e não um sentimento, ou seja, não aparece em decorrência de uma situação.

As pessoas depressivas sentem um enorme vazio dentro delas e por mais que queiram entender de onde vem e o porquê daquilo tudo, não conseguem. Sentem-se culpadas e inúteis, muitas vezes esses sentimentos são originados pela incapacidade em executar suas tarefas diárias e até mesmo a ausência de prazer em sua rotina. A capacidade de pensar, se concentrar e tomar decisões também estão comprometidas, o que pode reforçar ainda mais a maneira que se sentem.

O ganho ou perca de peso também podem fazer parte dessa doença, assim como a falta ou excesso de sono. 

Como você pode perceber há uma enorme diferença entre a tristeza e a depressão, por mais ruim que seja sentir-se triste, esse sentimento é extremamente necessário para nossa sobrevivência, e fugir dele não é a melhor decisão a ser seguida. Nós, seres humanos, precisamos de todas elas para enfim, viver de forma saudável e harmônica. 

Já a depressão é uma doença, com altos índices de prevalência no mundo todo, além de ser totalmente incapacitante. 

Seu tratamento envolve psicoterapia e/ou uso de medicação. Os profissionais responsáveis pelo tratamento são o psicólogo (psicoterapia) e o psiquiatra (médico). É muito importante dizer que qualquer medicamento deve ser receitado apenas pelo médico.

O objetivo desse texto é te informar, esse conteúdo não serve como diagnóstico, o qual só pode ser realizado por um profissional. 

Caso você tenha se identificado com o texto ou conhece alguém que se encaixa no que escrevi, procure ajuda, a Depressão é uma doença séria e que precisa ser tratada.


Um abraço,